Impressões de uma vida a pé II



Ontem fui ao mercado com minhas sacolinhas retornáveis que trouxe de Berlim, voltei com uma em cada braço, feliz. Era finzinho da tarde.



Cada dia que eu passo sem o carro martela mais na minha cabeça: Eu só tenho UMA vida pra ser aquilo que eu quero ser. Vou esperar o que? Esperar pra que?



No meio de tudo isso acho um projeto super interessante de site que faz o cálculo de quanto o carro gasta por mês, dia, ano. Um absurdo, óbvio. O nome do projeto é ótimo e o site, divertido: http://www.carromonstro.com.br/



Subir e descer do ônibus pode ser um exercício interessante ahaha.


Pegar o ônibus e descobrir que ele não passa no lugar, nem comento. Pra quê academia se vc, de uma hora pra outra, tem que caminhar uns dez quarteirões ~subindo morro~ pra chegar no lugar certo? Pra quê ein? Rsrsrsr.


Sigo fazendo menos coisas no dia e também LEVANDO menos coisas para os lugares. Se antes eu ia pra biblio e levava muitos livros, hj eu deixo os livros retirados pra ler em casa e, quando na biblio, leio os que estão lá. Meio óbvio, não? Kkkkkk

Enfim, ENFIM. Advinhem o que a pessoa aqui quer fazer? Dou um doce pra quem acertar ;)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas