Menos é mais

Vai começar. Todo mundo pronto pra resistir à pressão? Festas de fim de ano são especialmente dificeis. Todos entram numa onda de consumo aloucada e , se vc já se sente meio peixe fora d'agua com seu minimalismo, sinto informar: vai piorar. Todos comprando muito, com dinheiro que não tem. Ou todos comprando muito com todo o dinheiro que tem. Há alguns anos já passo ilesa por esse período, mas tenho umas diretrizes que fui construindo pra facilitar. Seguem


- Não ir à shoppings. Poxa, vc não quer ver bomba ( nem ser atingido por estilhaços)  não vá a guerra. Simples.
- Gaste uma parte do seu décimo terceiro com experiências ( visitas à museus, exposições, visitas a/ passeios com amigos). Se der, prefira viajar a comprar coisas.
-Com excessão das crianças, todos podem compreender que o tempo é de consumo e que é possível exercitar o senso crítico e se descolar disso. Ano passado fizemos troca de livros lidos e queridos (nada de dar aquele livro chato que ta encostado)


-Adolescentes já podem preferir ganhar algum $$. Mas dê somente no dia da festa, embrulhado com uma fitinha, assim eles usarão com calma, após o periodo de paranóia- quando todos os preços estão mais calmos e justos.
-Se vc é religioso sabe que o Natal é mais que consumo, se não é religioso, está pouco se lixando pro Natal. Todas as saidas reflexivas levam à mesma porta: #consumoexessivo para que?


Eu, como milhões de pessoas por aí, não estou isenta do bichinho do consumo. O que podemos fazer é racionalizar e minimizar os riscos. Se esforçar por não ligar o piloto automático. Pensar que em janeiro, fevereiro, vc quer continuar tendo uma boa vida, no azul , também ajuda. Vamos lá. Foco, foco e FOCO ;)  Bom Natal a todos e todas!!


1 comentário

Postagens mais visitadas