Biblioteca



Exibindo 20141008_125009.jpgOntem faltei mais uma vez ao trabalho.  Me sinto como a Alice , grande, comprida, tentando me encaixar num lugar que, embora interessante, é muito pequeno e incomodo. Não é mais eu, não é mais meu. Posso fazer, mas não quero. Faltei ao trabalho ontem, não sabia o que ia fazer, mas não ia me apertar, não aquele dia.


Resolvi ir participar de uma roda de constelação(!) É um negócio muito louco que mistura psicodrama com xamanismo , eu adorei.  Eu gosto de teatro ( fazer mais que assistir) , eu acredito no potencial de catarse da “farsa”, viver por uns instantes o que não é seu, ou é , poder explicitar sem tanto risco tudo o que vc não poderia... e eu gosto de xamãs, de índios, de culturas que acreditam e valorizam as coisas inexplicáveis dessa terra.


Então eu fui na roda, fui aberta, curiosa pois não sabia bem o que esperar. Me senti meio boba ali ( mmn que coisa mais irresponsável faltar ao trabalho e ir para uma roda xamânica), até que fui chamada para atuar( será que é assim que se fala?) E nós descobrimos que uma mãe , em outra vida, era uma madre superiora, que pecando, mandou uma freirinha inocente a fogueira para se salvar.  Achei engraçado,  e divertido. Resolvi não julgar e brincar, afinal, não sou eu que , em todo email mando a frase de Huizinga, dizendo que o homem é um ser lúdico? ( está salva, na minha assinatura de email) Passei a tarde nesse jogo divertido e fui para casa.


Hoje acordei cedo, fui ao medico e estou aqui, escrevendo. O texto do mestrado me olha ali, do canto da mesa. Os passáros fazem sombras divertidas no jardim da biblioteca. Tudo parece menor: a morte, a dor, as necessidades do dia a dia, a luta, ganhar dinheiro. Só por um momento, quero por isso tudo de lado e relaxar. Respirar. Aproveitar o que me resta de vida, pois não tenho mais certeza de nada ( De que me vale saber se há continuidade?E mesmo se houver, não é esse momento precioso o suficiente para que eu aproveite? ) Não quero deixar mais nada pra depois. A vida agora é o que vale, todo o resto, suposições.


#Update- Tive que vir aqui explicar: Minha Bolsa CAPES saiu, pedi meu afastamento não remunerado ( não pode juntar remuneração de bolsa com salário) e ele foi negado por meu lindo empregador ( uma autarquia do governo)  porque é ano de eleição. Isso. Azar. Vou ter que esperar até dezembro. :(


Postar um comentário

Postagens mais visitadas