Sobre como as coisas se acumulam

Ontem, ao guardar as roupas limpas, me propus a uma nova reflexão sobre o meu guarda roupa. Meus destralhes são constantes e ainda assim, volta e meia, me pego com roupas em desuso. Nem sempre esse desuso é por consumo (roupas novas que fazem as antigas perderem a vez), às vezes mudamos. No caso do que vi ontem foi a segunda opção: olhei todas aquelas calças  de jeans e me dei conta de que há pelo menos 6 meses não as coloco. Óbvio que uma parcela de culpa é do calor.
                                                                       
                                                                                 ***

Aqui em Campinas está muito, muito quente...mas não só... visto que eu usava a maioria delas para trabalhar mesmo no verão passado, que também foi quente (temperaturas de 38 -o que hoje me surpreende- como alguém pode por calça? Como alguém pode por ROUPA aos 38 graus?). Mudei sim, por diversos motivos. Um deles é obvio: menos horas de trabalho em um ambiente burocrático, mais horas de trabalho num ambiente onde as pessoas se ligam de uma forma diferente em roupa (mais descontraído o ambiente da universidade)...se vou trabalhar na universidade, pra que me apertar/passar calor em um tecido grosso? Terminei de guardar as roupas limpas com essa reflexão na cabeça... não retirei ainda as calças para doação (apego?) . Será o próximo passo.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas