Fronhas

O episódio do "quase sucumbi a lindas fronhas" me levou a pensar na possibilidade e importância de um inventário. Curiosa, resolvi contar. O  engraçado foi eu não ter a minima ideia de quantas fronhas possuo, só saber que "tenho o suficiente". Combinei comigo mesma que um par de fronhas por pessoa era o suficiente. Imaginei que não devia ter muito mais que isso já que não sou uma pessoa de excessos. Ledo engano.

Tirei tudo o que é relativo a roupa de cama do guarda roupas: Fronhas de casal; lençóis, fronhas de solteiro.


Inventário

- São quatro fronhas por pessoa na casa, ou seja desesseis. DESESSEIS fronhas. Sim. Vergonha me domina. De maneira alguma eu preciso de mais desses itens.

- Acabei por separar duas que, pelo amor de Deus, o que estão fazendo lá? Lixo. Velhas e rasgadas.
- Uma dupla que ainda está boa para doação.
- Então agora temos três para cada criança (seis)
- E ainda três pares para o casal. (Excesso, eu sei)

O inventário de fronhas gerou , claro, um de lençóis.

-Dois foram devolvidos à minha mãe. Por algum motivo tinham ficado comigo ( um deles tem um bordado português que ela adora)
-Dois lençois com elástico, muito velhos, serão descartados.
-Dois lençois com motivos infantis para doação.

Ficamos com muitos ainda, mas sigo caminhando...

Descobri que os lençóis de baixo se estragam mais.Anotação: não comprar jogos , é desnecessário. Investir em avulsos e os de baixo. Toda vez fazer inventário antes de "se jogar" em alguma nova aquisição. Aqui vai demorar muito.

E tudo coube em apenas UMA prateleira do guarda roupa.

Próximo passo: toalhas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas