O que me consola nisso tudo é saber que a natureza não é boa nem má, justa ou injusta.  Ela simplesmente segue seu curso e, como disse o poeta, nos convida a rir ou chorar. 
Tudo isso  ,  a doença longa de minha irmã, sua luta constante e brava por ficar melhor,  só fortalece a minha fé na ciência. Ter câncer hoje não é mais como há vinte anos atrás, mas ainda é um desafio.  É preciso avançar, contra o fundamentalismo religioso, contra as crenças e mitos é preciso avançar. Não posso crer em uma fé que diga é a vontade de Deus e se acomode. Só posso ter uma fé raciocinada. Não é a vontade de Deus. Se existe um deus ele quer que avancemos ainda mais. Que desvendemos a natureza o máximo que nossa capacidade puder permitir. Alem das doenças que nos desafiam tem ainda as mazelas sociais. É preciso lutar contra a ganancia, a exploração do homem pelo homem. Não sou da área medica ou me jogaria de corpo e alma na luta contra essa doença que leva tantos e tantas.  Mas me orgulho de fazer pesquisa no grupo de Ciências Sociais e poder, quem sabe, auxiliar um pouco com algum progresso. É preciso avançar. Sempre.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas