Um pouco mais

Sempre é possível minimalizar um pouco mais. Alguns podem perguntar o por que disso tudo. Eis que vou responder, rsrsr.

Por que é uma escolha saudável, leve, e RACIONAL. Sim, é mais racional. Não é inteligente guardar coisas que não se usa mais pela casa só por apego.

Não é inteligente deixar sua vida se dominar por coisas, por finanças em desordem, pelo piloto automático do consumo.

Quem já assistiu Sex and the City sabe o quanto o consumo por impulso de sapatos da Carrie aparece e reaparece no vídeo. Na série , esse consumo é absolutamente glamourizado, mas na vida real, qual é a graça de ter 300 sapatos que significam um investimento de 40 mil dólares e não ter um teto?

Aliás, na vida real a moda é tão ardilosa que um sapato comprado hoje vai estar absolutamente fora de moda no verão do ano seguinte e TODOS os que valorizam essas coisas saberão que o sapato é , digamos, velho.

Dito isso, acho que posso usar mais uma vez a figura do rato correndo em uma roda dentro da gaiola. Você correrá para ser aceito no mundo do glamour, tão propagandeado pela mídia, gastará seus vinténs constantemente e insistentemente  com isso e simplesmente nunca chegará lá. Simplesmente por que te fazer gastar, essa é a ideia. A moda, o carro, o status não são um fim, são um meio, a cenoura pro cavalo continuar galopando. Estão lá para continuar te fazer andando.

Acho que não é muito inteligente pautar uma vida nisso.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas