Liberdade, SP

A visita de hoje à Liberdade (bairro de SP que concentra comércio japonês) me deu a impressão que estou ficando meio boring. Sério, tantas coisinhas boonitinhas e tudo o que eu conseguia pensar era : isso vai virar tralha.

Por um momento quase me forcei a comprar um treco: "Não é possível, meodeus, eu devo estar com problemas, talvez aquela doença de nunca gastar nada!" Brinquei com a minha filha dizendo que  não tinha vontade de  comprar absolutamente nada que eu via e ela me disse rindo "É, tem aquele programa dos acumuladores e tem também o dos muquiranas, sabe??!!" Fiquei com medo. Será que fujo  de uma frigideira pra cair numa caçarola?!

A tempo: para não influenciar o passeio das meninas, e também para que aprendam a gerir as finanças, elas levam o $$ delas e decidem no que vão usar. E eu pensava que ia comprar algo também e nada, o que estava me deixando preocupada...

Nessa reflexão de comprar "uma coisinha" fiquei ali, entre as  lojas que as meninas entravam e nada me animava...

-Os caderninhos de desenho (caríssimos, prefiro fazer meu próprio, coisa que faço fácil)

- Bolsinha de moedas que realmente preciso  ( olhei o "made in china" e lembrei do China Blue- não dá! )

-Utensílios de bambú para a cozinha ( vi que não estavam num preço bom, se o preço é o mesmo, muito melhor valorizar o comércio japonês da minha cidade, pensei, pois não deve ser tão fácil de manter ...e tem outra,  não preciso carregar esse peso de sp até aqui né?)

-Shoyu ( exatamente o mesmo motivo - preço igual aos daqui)


Desisti de tudo isso, e de muitas outras coisas, ainda bem!!!  Sabe por que? Porque mais tarde achei coisas em que senti que valia a pena gastar:


- Shiitake seco , aí sim:  preço óteeemo, um alimento delicioso ( macarrão ao shiitake, nhammmi) , é  nutritivo, saudável, proteico, todo mundo gosta, sempre e com certeza absoluta eu uso e por aqui o preço é, no mínimo, o triplo. Comprei feliz.

-Chá  (dispensa comentários).

-Raiz Forte a $2,90 ( Dispensa comentários [2]).

- E um gasto considerável na Ikesaki: Iluminador/Tintura CKamura, que nunca achei por aqui e é livre de amônia, o que significa um cuidado extra com meus cachos.  Eu não contei ainda, mas tenho -há um ano e  meio + muitas leituras, uma saga constante e árdua rumo à aceitação dos meus cabelos...menos química, mais autenticidade, menos racismo, mais descolamento do que todo mundo acha que é bom, algum sentimento de resistência. Comprei também cremes para hidratação, reconstrução e nutrição caseira que têm exatamente o mesmo significado ( há um grupo no tal site de relacionamentos que ensina crespas e cacheadas a cuidar e hidratar esse tipo de cabelo para que fiquem bonitos e poderosos. O grupo é puro amor, recomendo.


 Enfim, olha só , que engraçado: como é que eu estava me sentindo mal por não comprar?! Me sentindo sovina, mão fechada e boring? Na verdade eu estava sendo seletiva!!! U-huuuuuuuuuuuuuuuu. Isso está  virando hábito. E a ideia de tudo isso é e-xa-ta-men-te essa . Comemoremos !!!!!!





Postar um comentário

Postagens mais visitadas