Impermanencias

As vezes as pessoas me perguntam como é possível destralhar três coisas por dia...e,  realmente, falando assim, parece que em algum momento você estará lá, dando sua última peça de roupa em uma casa vazia....Não... Sinto informar que não é assim...nós realmente sempre temos coisas e mais coisas para destralhar, sério!




E não, não é questão de consumo...pelo menos não só ...são coisas que se acumulam, ficam guardadas, possuidas durante a vida.Chega um momento, no meu caso é agora, que a gente percebe que são excessos, são medos de libertar, são apegos, coisas que te ajudam a te definir, como se você precisasse disso...Fotos, cartinhas, presentes, escritos, desenhos que não deram certo, imagens, coisas que você não gosta mais. Tudo isso vai ficando, por apego, por medo, ou sei lá o quê.


Há um mês no projeto destralhe  percebo que minha casa está sim diferente. Nem sei bem o que já se foi, de fato, eram coisas que estavam guardadas por algum motivo mas não faziam parte da minha vida...Só dos meus armários...lá no fundo, entulhando...E eu tenho pensado muito no porque de tudo isso. Agora que minha avó se foi então, penso dobrado. Afinal a sensação é forte de que o tempo passa. Se sofremos toda vez ao olhar uma foto, me diz: Céus, porque guarda-la? Por que? Já não nos chega a memória do fato doloroso? Será preciso um mausoléu onde vamos nos lembrar dele? Assim foram -se todas as minhas agendas de juventude. Dei uma olhada para ver se havia algo que valesse a pena...e a dor das escolhas erradas ( ou que hoje eu acho erradas) voltou. Rapidamente parei de folheá-las e comecei a jogá-las fora... simplesmente jogá-las sem ler. Se há anos não utilizei, não vou utilizar mais, ponto!Logo logo eu vou morrer ( o que são mais 40 anos?) e que me servirá tudo aquilo? São memórias que não valem um vintém, nem pra mim, nem pra ninguém. Prefiro ser lembrada pelas coisas que fiz e que de fato escolhi guardar, do que por aquelas que guardei por medo de me libertar do passado, se é que me entendem.
4 comentários

Postagens mais visitadas