Organização das Crianças

A história de botar as crianças para fazer o auto-serviço     ( cuidar da sua própria organização, ajudar levemente na limpeza, manter a ordem na casa) rende muito. Faz um ano já que estamos por nossa conta e risco na limpeza da casa e sinto que só assim mesmo para a mãe aqui fazer o que tem que fazer que é exigir que cada um faça a sua parte. Abriu o pote de geleia para passar no pão? Guarde a geléia. Derrubou coisa no chão? Ao invés de me estressar como antes, aponto para o chão e já falo "pega lá o pano úmido para limpar" e , aos poucos, tenho percebido que isso vai se introjetando.

Se antes elas reclamavam, faziam manha, diziam "depois pego" esperando que eu esquecesse, agora elas já sentem que a responsabilidade é delas e simplesmente vão lá e fazem. Na verdade eu tenho muita responsabilidade nesse cartório, por muito tempo eu achava mais fácil pegar as coisas e arrumar ao invés de esperar  e insistir (mil vezes) que elas fizessem. Graças ao meu bom deus eu revi isso a tempo!



Agora a casa vai entrando nos eixos aos poucos e eu me sinto mais crescida e mais responsável. Antes era um tal de deixar tudo pra faxineira que deus do céu! Aprendi mais uma nessa vida ....e sabe, parece que não mas o $$ que ia para esse serviço faz muita falta sim. é possível fzer milhões de coisas com esse $$. Eu decidi que ia utilizá-lo especificamente na educação ( de um modo amplo) das crianças. Ao mesmo tempo em que cortei esse serviço elas iniciaram a natação, assim eu emprego o $$ em algo útil e toda vez que me irrito com a limpeza me lembro que isso também é um investimento.
1 comentário

Postagens mais visitadas