Quem diria...


...que um dia eu ia acordar as 5 da manhã para me preparar para uma prova, tendo ido dormir as 12h pm!!
Me senti o verdadeiro Mozart, ele não saía do piano, eu não saía de cima dos livros sobre ele...e o pior de tudo é que eu tava achando mesmo uma delícia....me preocupei...será que sou movida a stress?


******


A propósito, enquanto estudava a flauta mágica, de Mozart, me apaixonei novamente pela humanidade, pelo ser humano , pela história da arte...Quase virei uma iluminista hehe ...afinal quer exemplo melhor da capacidade do ser humano que o próprio objeto de estudo??( A propósito, "A Flauta Mágica"= vamos difundir a filosofia do iluminismo....hehehe acho que funcionou, ein?)

Um dos livros em que me aprofundei desromancia(ahn?) a história dele...o problema do Mozart, segundo o book, é que ele era muito avançado para a época...sim, então as músicas geniais ninguém gostava de ouvir...já as músicas bem-ao gosto- do- publico, os belezinhas achavam pouco para alguém que começara a compor aos 5!Então nosso querido morreu pobre, enterrado numa vala comum, e só não deixou mais dívidas porque amigos ajudaram sua esposa, quem diria...

Por outro lado, hoje estava lendo um artigo do Head ( crítico, teórico de Arte) em que ele comentava justamente que a crítica de arte não existe mais.... depois do fiasco do impressionismo...( que todo mundo criticou horrores e que se firmou como uma escola importante) as pessoas têm medo de criticar. Inda bem né? Nada como aprender com a história, tá?


*****

Aliás, minhas resoluções de ano novo passam por aí. Cansadíssima de Campinas, uma cidade provincianíssima ( hj eu estou superlativa) ....cheguei a conclusão que não da para falar de arte por aqui . Se a pessoa não tem um mínimo de senso estético que fique quieta, afinal!

Não venha me falar que arte tem a ver com a representação da realidade AINDA. Escuta, estamos anos luz do séc XV, ANOS LUZ, entendeu???Se você não consegue ver nada num móbile do Calder, vá se danar @##!

Gaste um tempo desenvolvendo a sua sensibilidade antes de vir falar comigo sobre arte. Minha resolução de ano novo 1: quando alguem vier tentar me convencer que arte contemporanea não é arte ( ou não é como aquela arte) , eu vou sair andando.Ponto.


***Ressalva feita para meus aluninhos queridos, pois aí faz parte do trabalho , né?
Postar um comentário

Postagens mais visitadas